Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

Notícia

Sergipe mantém uma das menores cargas tributárias para combustível de aviação no país

27 de Março de 2019 | 10:17

A utilização da rota aérea no destino Sergipe para pacotes de turismo ou em viagens a negócios pode ser considerada como uma das mais vantajosas do ponto de vista de tributação quando comparada entre os demais Estados da federação.

 

De acordo com levantamento da Agência Nacional de Petróleo (ANP), a alíquota do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) cobrada pelo Estado de Sergipe sobre o combustível utilizado por aviões (querosene de aviação e gasolina de aviação) está num patamar entre os menores (18%), bem inferior a Estados como Mato Grosso (25%). Em fevereiro, o governo de São Paulo reduziu a alíquota para 12% copiando a legislação sergipana.

 

Em Sergipe, a legislação do ICMS garante ainda a possibilidade de redução da carga tributária para 12% para as operadoras de linhas aéreas desde que haja aumento em voos diários com abastecimento no Estado, o que equipara Sergipe a destinos turísticos muito mais visitados, como Rio Grande do Sul, Pernambuco ou Rio de Janeiro.

 

A superintendente de Gestão Tributária da Sefaz, a auditora fiscal Silvana Lisboa, explica que o Governo do Estado busca manter a competitividade frente a outros Estados, viabilizando a implementação de políticas de turismo e a atratividade para empresas aéreas operarem no Estado. Conforme a legislação estadual, a alíquota aplicada ao querosene de aviação (QAV) em Sergipe é 18%, sendo reduzida para 12% desde que as companhias aéreas criem ao menos um novo voo diário.

  • Medium 91b9bc09aef0c31869cc8d9e6099216d
Medium 91b9bc09aef0c31869cc8d9e6099216d