​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​
​​

FERRAMENTA DE TECNOLOGIA DESENVOLVIDA PELA SEFAZ VAI DEIXAR MUITO MAIS ÁGIL A COBRANÇA DA DÍVIDA ATIVA

06/02/2020


As áreas de Tecnologia e Gestão Tributária da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) junto com a Procuradoria Geral do Estado, estão elaborando uma ferramenta que tornam mais ágeis os processos de cobrança da Dívida Ativa, potencializando a atuação no trabalho de recuperação dos créditos tributários para o Estado.

 

A ferramenta é desenvolvida e será disponibilizada utilizando a matriz de Business Intelligence (BI) da Sefaz. O ganho para a administração pública é não somente a maior eficiência na cobrança aos devedores, mas também a ampliação das ações conjuntas da Sefaz e da PGE e integração de sistemas.

 

"O objetivo disso é encurtar prazos e esses créditos voltarem a abastecer os cofres do Estado. Não é justo que inúmeros devedores se utilizem do sistema para fraudar arrecadação", afirma o Procurador Geral do Estado, Dr. Vinícius Thiago Soares de Oliveira, que destacou o desejo do Governador Belivaldo Chagas em promover o aprimoramento da recuperação de créditos através do uso de tecnologia da informação entre Sefaz e PGE.

 

A superintendente de Tecnologia da Sefaz, Andrea Cristina Macedo, explica que foi realizado um amplo levantamento dos processos inscritos na Dívida Ativa e a partir do levantamento os técnicos Antônio José Alves Neto e Cláudio Cavalcante, da área de projetos de TI da Sefaz, foram feitas análises de melhoria do sistema de cobrança.

 

"Teremos a possibilidade de separar a dívida por rating, classificando os créditos tributários conforme suas perspectivas de recuperação. O projeto prevê a possibilidade de facilitar o ajuizamento seletivo das ações e também a integração dos Sistemas PGE/SEFAZ", explica.   

 

Estão integrados às discussões – além da Superintendente de TI da Sefaz e do Procurador Geral do Estado –, a Superintendente de Gestão Tributária da Sefaz, Silvana Maria Lisboa Lima, e o procurador Guilherme Augusto Marco Almeida, e também as assessorias técnicas dos dois órgãos. Na reunião de início do projeto, na última terça-feira, 4, também estiveram presentes o secretário da Fazenda, Marco Antonio Queiroz, e a superintendente executiva, Ana Cristina de Carvalho.

 

​(Foto: Submark/Sefaz)​






​​